Versão móvel temporariamente indisponível



Mobile version temporarily unavailable

No âmbito do seu trabalho em torno da cooperação para o desenvolvimento, a ACTUAR tem estado conectada com parceiros privilegiados e com os quais tem desenvolvido ações diversas. A identificação de parceiros, em Portugal e no exterior, tanto nos países do hemisfério Sul, como do hemisfério Norte, foi e continuará a ser uma estratégia central para a ACTUAR consolidar as suas atividades. De seguida apresentamos as principais parcerias que a ACTUAR teve e as que mantém.

Instituto de Estudios del Hambre

O IEH desenvolve investigação, formação e assistência técnica para apoiar governos, instituições públicas, não governamentais e privadas na orientação das suas políticas e programas no campo da segurança alimentar e nutricional.

CPLP- Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

A CPLP é uma organização intergovernamental que visa o aprofundamento da amizade e cooperação entre os países lusófonos.

FAO – Organização das Nações Unidas para a Agricultura ​e a Alimentação

Agência da ONU com mandato para combater a fome e promover a agricultura e alimentação.

FIAN

Organização internacional que trabalha a temática do direito humano à alimentação.

ActionAid International

Organização Não Governamental que trabalha na luta contra a pobreza com uma abordagem baseada em direitos.

CERESAN – Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional

O CERESAN é um núcleo de estudos, pesquisa e capacitação voltado para congregar pesquisadores, técnicos, estudantes e outros profissionais interessados nas questões relacionadas com segurança alimentar e nutricional no Brasil e no mundo.

ESAC-Escola Superior Agrária de Coimbra

A ESAC é uma escola globalmente orientada para a prossecução dos objetivos do ensino superior politécnico no âmbito das tecnologias, das ciências e engenharias agrárias e afins e do turismo e lazer.

Saúde em Português - Associação de Profissionais de Cuidados de Saúde dos Países de Língua Portuguesa

Organização Não Governamental para o Desenvolvimento, com sede internacional em Coimbra. Fundada em 1993, já abrangeu mais de 580.000 beneficiários na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e em territórios de conflito, guerra e catástrofe.

CNA - Confederação Nacional da Agricultura

Criada em 1978, em Coimbra, define-se como a “expressão organizada, predominantemente, dos agricultores e agricultoras das explorações agrícolas familiares”, assumindo “as preocupações atuais sobre a construção de uma agricultura que responda às exigências de qualidade dos produtos, de defesa do meio ambiente, do mundo rural, da saúde, do trabalho e que promova a melhoria dos rendimentos e da qualidade de vida dos agricultores portugueses”.

MONTE - Desenvolvimento Alentejo Central, ACE

O Monte é uma entidade privada, sem fins lucrativos com sede na vila de Arraiolos. Foi criada em 1996, por quatro associações de desenvolvimento. A sua intervenção centra-se no domínio social, económico e ambiental. O objectivo do Monte e das suas associadas é promover o Desenvolvimento Integrado e Sustentável na sua área de intervenção.

IMVF - Instituto Marquês de Valle Flôr

Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), procura promover o desenvolvimento junto das populações mais carenciadas. A sua intervenção centra-se nos países de língua portuguesa e assume como missão a promoção do desenvolvimento socioeconómico e cultural.

OIKOS - Cooperação e Desenvolvimento

Fundada a 23 de fevereiro de 1988, em Portugal, a Oikos – Cooperação e Desenvolvimento, é uma associação sem fins lucrativos, reconhecida internacionalmente como Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD/INGO). Desde a Emergência ao Desenvolvimento, até à Educação, Mobilização Social e Influência Pública, o trabalho da Oikos estende-se atualmente por Costa Rica, Cuba, El Salvador, Guatemala, Honduras, Moçambique, Nicarágua, Peru e Portugal.

MARP - Associação das Mulheres Agricultoras e Rurais Portuguesas

Associação de âmbito nacional, sem fins lucrativos, tem como objetivos principais a defesa e promoção de atividades, interesses e direitos predominantemente das mulheres agricultoras e rurais portuguesas, transformando o setor numa área mais vasta de trabalho pelas suas múltiplas atividades.

UniLurio – Universidade do Lúrio

Universidade de Moçambique com competência, entre outras, nas áreas da saúde e nutrição.